Como surgiu a Comunidade Kerygma

Como surgiu a Comunidade Kerygma

Compartilhar

     Certo dia me encontrei com o Paulo – Francisco de Paulo Paschoal, que muitos chamam de Chico. Ele me disse que como éramos pais de jovens e adolescentes, conhecedores dos conflitos desta faixa etária , deveríamos montar um retiro espiritual para atender esta demanda. Disse ainda que falou com diversas pessoas mas não encontrou apoio. Assim, montei o roteiro do retiro, porém não havia um nome. Em uma reunião na minha casa, para acertar os detalhes do retiro, a Eloísa me perguntou pelo nome do retiro e eu disse que gostaria de colocar KERYGMA. Ela vibrou com o nome. Depois de concluída a montagem fomos levar para a apreciação e autorização para execução ao padre Moacir Matias Marques, já  falecido e na época, pároco da Paróquia do Mártir São Sebastião. Ele aprovou e perguntou se iríamos falar sobre o Kerygma ou sobre a didache,e afirmamos a idéia inicial. Portanto, os retiros com nome Kerygma foram aprovados e autorizados pela autoridade competente, sendo que jamais tivemos intenção de caminhar sem o apoio e aprovação da igreja. O retiro aconteceu, com muitos jovens, no sitio São Vicente, e foi uma grande alegria para os participantes e organizadores. E muitos outros retiros foram realizados após este. Todos os organizadores eram vicentinos, que mais tarde foram afastados forçosamente da sociedade são Vicente de Paulo, fato este que relatarei com detalhes futuramente. Por motivos que contarei futuramente eu e a Luíza nos afastamos por um breve tempo, porém os demais organizadores se encontravam para trocar idéias. Num desses encontros decidiram alugar um pequeno porão para reuniões e telefonaram para que contribuíssemos com uma parcela para o aluguel mensal o que atendemos prontamente. Assim, sem grandes projetos, foi o nascimento da Comunidade kerygma. Aos poucos eu fui elaborando roteiros, atividades de oração com entrega de Pães e leite para os pobres. Portanto o carisma da comunidade foi surgindo com a evangelização e a caridade. Participaram da primeira reunião o Paulo, a Eloísa, Messias, Paulinho, Patrícia, Edson Alessandra , todos ex- vicentinos das conferências Nossa Senhora de Guadalupe e são Pedro, excluídos. Eu e a Luíza não participamos do nascimento da comunidade, mas nos consideramos também fundadores, pois elaboramos o roteiro do retiro e tivemos intensa participação no sitio São Vicente, pois foi daí que surgiu a Comunidade kerygma. Depois, com o tempo, elaborei a regra de vida, os estatutos jurídicos e demais procedimentos.

     Ao escolherem o primeiro presidente da comunidade eu fui indicado, mas declinei da indicação por aclamação o Paulo foi eleito, mas efetivamente eu dirigi a comunidade pois ele se mudou para a cidade de conceição das pedras. Não houve problemas pois sempre os demais membros aceitaram  nossas propostas. A Patrícia fez todos os trabalhos de digitação dos retiros, dos avisos, das correspondências, ajudou muito. A Luíza e a Eloísa ajudaram muito na organização dos encontros, no recrutamento, na alimentação, etc. Todos os outros trabalhavam muito –Timbinha e Rosilda, Meire, Adelina, Dona Delfina, Sueli, Rafael, Frank, Amanda Anderson, Tiago, Taciana, Amanda, William, Maria Clara, Sara e muitos outros. Desculpe os que esqueci, mas temos tudo nas atas e fotografias. Não podemos esquecer do apoio do Romeu. Outro dia eu conto mais…..sobre como eram nossas atividades.

Kerygma Varginha

Clínica de reabilitação para dependentes químicos em Varginha-MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *